Translate

domingo, 1 de julho de 2012

ELEMENTOS DA MÚSICA

A palavra música que em sua origem quer dizer a “arte das musas” é usada para definir a arte ou ciência de combinar os sons.

São três os elementos básicos da música. 

Ritmo
Melodia
Harmonia


 RITMO


Ritmo são os diferentes modos pelos quais um compositor agrupa os sons musicais, do ponto de vista da duração dos sons e de suas acentuações. Ritmo é tudo o que diz respeito à duração dos sons.

A acentuação é um fator importante no ritmo musical. A marcação regular de uma sucessão de sons fortes e fracos permite que uma obra musical seja dividida em porções de igual valor chamadas compassos, os quais  estudaremos detalhadamente em uma postagem futura. Através das várias formas de subdivisões podemos distinguir uma valsa de uma marcha.

O ritmo é sem dúvida o elemento mais básico da música embora algumas pessoas pensem que é a melodia, pois através dela reconhecemos determinada música. A melodia é a canção. Mas se tirarmos o ritmo? Não é possível ir à nota seguinte sem criar algum tipo de ritmo (movimento). Sem ritmo não há música. Mas se tirarmos a melodia? Continua sendo música, pois música é o som organizado no tempo, exemplo disto é uma bateria, que embora não construa uma melodia, constitui uma significativa contribuição na execução de uma obra musical.

Todo som organizado é música, pode ser você batendo palmas ou contando.

As acentuações desempenham um papel fundamental no ritmo. Já imaginou se falássemos assim:

“ON-TEM-EU-FUI-À-ES-CO-LA-E-VI-UM-CA-CHOR-RO-BRAN-CO-COR-REN-DO”

Sem acentuação ou repouso não identificaríamos as sílabas tônicas das palavras. Consequentemente prejudicaria a compreensão. Da mesma maneira é a música, precisamos de acentuações e repousos para perceber a organização rítmica.


MELODIA

Melodia é uma sequência de notas organizadas de forma a proporcionar sentido musical para quem a escuta. A melodia é a canção propriamente dita. É através dela que reconhecemos a música que está sendo tocada.

Notamos nesta definição a subjetividade em julgar uma melodia, pois uma sequência organizada de notas pode fazer sentido musical para uns e não fazer para outros. Mas guardemos o seguinte conceito:

Suponha que queremos construir uma melodia; então começaremos a organizar notas musicais umas após as outras, com durações, alturas e intensidades diferentes. Assim a cada nova forma de organizar estas notas estaremos construindo uma nova melodia.

O ritmo e a melodia já encerram um expressivo senso musical, mas para a execução musical estar realmente completa faz-se necessária a presença de mais um elemento: O que chamamos...


HARMONIA
   
Ocorre quando dois ou mais sons são ouvidos simultaneamente, produzindo um acorde (mais à frente estudaremos as leis que regem o agrupamento dos sons simultâneos).

Usamos a palavra harmonia de duas maneiras, para nos referirmos à seleção de notas que compõem determinado acorde (formação), e em sentido amplo, para descrevermos o desenrolar ou a progressão dos acordes durante toda uma composição.

Para exprimir profundamente qualquer sentimento ou descrever por meio da música qualquer quadro da natureza, torna-se imprescindível a participação em comum desses três elementos: ritmo, melodia e harmonia.


OUTROS ELEMENTOS DA MÚSICA

Gostaria de citar a definição de certos termos musicais, tais como:
  
Pulsação

Ouvida ou simplesmente sentida no plano de fundo musical, é a batida regular, sem acentuações ou repousos, que serve de referência ao ouvido para medir o ritmo.  Assim como as batidas de um metrônomo.

Forma 
                                                                                                                                                                   
É o projeto ou configuração básica de que um compositor pode valer-se para moldar ou desenvolver uma obra musical.

Notamos que algumas músicas possuem uma introdução, estrofe, refrão, solo no meio e um final determinado. Isso é um exemplo de forma musical. Veremos que vários estilos possuem formas pré-estabelecidas, podemos citar algumas formas clássicas como a sonata, a fuga e o rondó e também a forma de blues em 12 compassos.

Tessitura

1 - Extensão musical de voz ou instrumento, independente dos limites extremos possíveis de alcançar; também pode se referir ao âmbito médio relativo a uma determinada peça.

2 – Em outro sentido, a palavra tessitura é sinônimo de textura (palavra que possui o mesmo radical no original).

Podemos “tecer” uma obra musical de três formas básicas:

Monofônicamente: Uma linha melódica, destituída de qualquer espécie de harmonia. Exemplo: uma pessoa sozinha cantando.

Polifômicamente: Várias linhas melódicas (duas ou mais), tocadas ao mesmo tempo, às vezes chamadas contrapontísticas. Exemplo: canto coral.

Homofônicamente: Uma linha melódica com acompanhamento de acordes. Basicamente é uma música com o mesmo ritmo em todas as vozes que compõem os acordes, menos na principal. Exemplo: Voz e violão. 


Estilo musical


É a maneira particular como os componentes musicais são tratados, equilibrados e combinados. Cada compositor possui uma forma particular para isso.




Nenhum comentário:

Postar um comentário